terça-feira, 14 de agosto de 2012

A EMANCIPAÇÃO DE VERDADE EM CAAPORÃ


Desde  sua criação Caaporã vem sendo governada por pessoas com mais de trinta anos de idade, a história da MPB nos mostra uma obra em que o poeta e cantores dizem: Não confiem em ninguém com mais de trinta anos, não confiem em ninguém com mais de trinta dinheiros, o professor tem mais de trinta conselhos...e por aí segue a canção. Trata-se de uma obra lançada no período da Ditadura Militar onde foram massacrados inúmeros jovens que se rebeleram contra o regime ditatorial. Agora eis que surge um jovem com apenas vinte e cinco anos de idade, quase dois metros de altura, um corpo robusto, uma mente fértil e livre de ser diluída pelo capital. TONY, é estudante universitário, Presidente do PSL em Caaporã, filho de uma professora aposentada do município e um topógrafo que atende principalmente a região do litoral sul onde fica situada a cidade de Caaporã.
Indignado pela mediocridade dos políticos que alguns se tivessem coragem conseguiriam fazer a libertação dos munícipes, pelo contrario sempre pendem pra o lado que mais tiver, e aí estes se salvam em detrimento de toda cidade. Quem andar em Caaporã verá esgostos à céu aberto nas ruas, muito embora o ex presidente Lula tenha liberado quase dez milhões de reais para a realização das infras estruturas entre elas a mais recomendável por se tratar também de um problema sanitário de saúde, o esgoto sanitário. Vá em Caaporã e veja que nada foi realizado neste sentido. O Programa minha casa, minha vida cuja verba ja vem para a construção de casas populares com USF, calçamento, saneamento, água, energia, creche, só vendo para crer, o que fizeram com povo e a verba para a realização de políticas públicas. Os jovens concluem o segundo grau e a maioria não sabendo o que fazer porque não existe emprego, muitos ficam esperando a época sazonal de corte da cana de açúcar da TABU DESTILARIA DE ALCOOL E AÇÚCAR. Em caaporã há outras fábricas mas não tem mão de obra qualificada e por isso as fábricas de cimento contratam muita gente de outras regiões. A entrada da cidade é ali no Posto Fiscal do Estado da Paraíba, por sinal é um verdadeiro descaso, uma buraqueira sem fim. O funcionalismo municipal está há quinze dias sem receber seus proventos em alguns casos há tres meses. A arrecadação de Caaporã pode chegar a cinco milhões de reais mês. Este mandato a PMC calçou apenas um pedaço de rua. O povo teme retaliações e por isso a lei do silêncio predomina ninguém reclama mas sonha com a Eleição de TONY, como Prefeito de Caaporã e de Jessé como Vice Prefeito, para tirar Caaporã desse mar de lama. A Criação de uma universidade gratuita para contribuir com a formação dos jovens e das pessoas de meia idade assim como com a atualização dos professores, funcionários públicos, operários e dos políticos, porque até hoje a política em Caaporã é à moda antiga feito o tempo dos coronés. Projetos não são lançados por livre consciência poderão até existirem projetos, mas casados para não aborrecer o Prefeito, e assim Caaporã caminha desde a sua fundação. De lá pra cá nós do PSL não diriamos que Caaporã cresceu, parafraseando Gilberto Freire, diremos Caaporã inchou, porque o crescimento se dar pelo progresso, pelo desenvolvimento, educação, pela cultura, e principalmente pelo emprego ou pelo descobrimento de uma cultura de subexistência. TONY É A ESPERANÇA EM CAAPORA. VOTE NELE E PEÇA VOTO. Quanto a cultura da compra de votos em troca de cimento, tijolo, ou outros favores denuncie mesmo que você tenha sido a vítima premiada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário